ENTRETENIMENTO GEEK SÉRIES

The Flash, o cara mais rápido do mundo!

flash
(Fonte: Google)

O primeiro capítulo de The Flash, mostra à origem dos poderes de Barry Allen. Atingido por um raio, devido a uma explosão, ao acordar do coma em que ficou, ele descobre que o acidente o fez adquirir habilidades sobre-humanas, como a super velocidade.

A série consegue se manter fiel aos quadrinhos. A morte da mãe de Barry, as circunstâncias de como isso aconteceu, a prisão do pai pelo crime, a profissão de perito criminal, as cidades irmãs de Central City e Keystone, entre outros detalhes, estão lá.

O acidente que deu origem ao personagem também remete ao dos quadrinhos, mas com um detalhe adicional: um acidente no acelerador de partículas dos Laboratórios S.T.A.R. foi o catalisador de tudo, o que provocou o surgimento de outros meta humanos (termo usado também nas revistas da DC para denominar quem possui superpoderes), além de Barry.

 

O primeiro vilão é Clyde Mardon, que nas HQs é conhecido como Mago do Tempo. Como o nome indica, ele tem a habilidade de controlar o tempo.

Tematicamente, muitos trocadilhos são feitos usando velocidade e corrida. Barry vive atrasado para o trabalho e vários personagens o mandam correr em diversos momentos, numa alusão ao poder que mais tarde desenvolverá.

Inclusive, o fato de ele ficar nove meses em coma, para depois acordar como um “novo homem”, nos remete no período de gestação do ser humano para gerar uma nova vida.

O episódio está cheio de referências para os fãs, alguns deles bem interessantes e que indicam o futuro do seriado.

Para começar, o pai de Barry Allen é interpretado por John Wesley Shipp, o ator que interpretou o herói no seriado da década de 1990.

Durante a história, vemos menções ao vilão Gorilla Grodd, à Ferris Aeronáutica, empresa na qual trabalha Hal Jordan, o Lanterna Verde e que é comandada pelo seu interesse romântico, Carol Farris. Já o Canal 52, usado nos quadrinhos, é a famosa emissora fictícia de notícias para informar tudo o que acontece no Universo DC.

Os cientistas e amigos do protagonista, Cisco Ramon e Caitlin Snow, que nas HQs são, respectivamente, o herói Viber e a vilã Killer Frost.

Por último, mas não menos importante, muito pelo contrário, está a última cena, uma referência claríssima à famosa saga Crise nas Infinitas Terras, na qual Barry Allen tem papel fundamental nas histórias em quadrinhos. Essa referência surge numa reprodução da capa de um jornal do ano 2024 (dez anos no futuro) e é revelada pelo enigmático personagem Harrison Wells.

Por sinal, o próprio Dr. Wells parece espelhar o segundo Flash Reverso. Como se vê, muitas possibilidades pela frente, uma vez que esse vilão é mostrado logo no início da série.

Como se sabe, quando o assunto envolve crises, multiversos e viagens no tempo, Flash tem uma importância histórica enorme.

Recomendo essa série, pois apesar de ter todo o peso do herói e das coisas difíceis, as quais ele tem que lidar, ao mesmo tempo, tem um ar leve, com o romance e o humor.

Assistam e deixem suas impressões nos comentários.

19 anos, de São Paulo, lê, escreve, assiste mais séries do que imagina, fala inglês, espanhol, francês, sozinha também haha. Gosta de viajar, de sair, de café, de dormir.

Canal Perguntas no YouTube

Anúncios

RECEBA NOVIDADES

Facebook