EUA MUNDO NOTÍCIAS

Criaturas perigosas viajando nos resíduos plásticos

Fonte: Daily Mail

Os cientistas alertam para o perigo do plástico nos oceanos que poderá ser o meio de transporte de perigosas criaturas marinhas.

Milhões de toneladas de plástico nos oceanos estão criando jangadas e transportando criaturas do mar, incluindo peixes, mexilhões e águas-vivas, que podem viajar por anos presos no resíduos plásticos por não serem biodegradáveis.

Os cientistas Americanos reportaram ao jornal científico que encontraram perto de 300 animais marinhos japoneses na América do Norte e Havaí, transportados por resíduos plásticos que têm grandes chances de criar novas espécies que viajarão milhares de milhas e se espalharão em novos continentes.

O Líder da pesquisa, professor James Carlton, do Williams College em Williamstown em Massachussetts, apontou que são desperdiçados nos oceanos todo ano mais de 10 milhões de toneladas de plásticos de quase 200 países, com um aumento significativo até 2025. Além disso, as mudanças climáticas, os furacões e tufões contribuirão para espalhar esse plástico pelos oceanos.

O Carlton alertou do quanto é preocupante todo esse volume de plástico para o meio ambiente e a economia com a viajem de espécies invasoras para novos países.

Jangadas naturais de vegetação não sobreviveriam por muito tempo no oceano, mas plástico consegue facilmente sobreviver por seis anos ou mais.

Os pesquisadores dos EUA estudaram desde pequenos pedaços de plásticos até bóias e caixas após o tsunami de 2011 no Japão e encontraram 289 criaturas marinhas e peixes vivos que chegaram à América depois do desastre natural na primavera desde ano.

Esses animais sobreviveram à viagem através do ambiente hostil do Norte do Pacífico, provavelmente porque os resíduos de plástico viajam muito mais lentamente que os navios, na velocidade de um ou dois nós, dando tempo para essas seres vivos se adaptarem.

O professor James Carlton, falou que esse foi um dos maiores experimentos naturais não planejados em biologia marinha da história e que eles chegaram com 20% de capacidade de se reproduzir.

Fonte : Daily Mail

Sólida experiência no segmento têxtil e automotivo, nas linhas de fios, peças, tecidos e aço, atuando há 8 anos na área de compras com vivência em empresas de médio e grande porte.

Canal Perguntas no YouTube

Anúncios

RECEBA NOVIDADES

Facebook